Voo – Denise Berriel Joaquim Taveira

Sempre morei nas proximidades do aeroporto (era assim que nos referíamos ao Aeroclube, nos anos 70/80) e me acostumei a olhar para cima e ver o céu cortado por planadores, principalmente nos finais de semana. Pura magia! E pensava comigo: “que meu pai não me ouça mas, um dia, ainda faço um voo desses!”

Os anos foram passando e aquele desejo de juventude ficou pra depois…eram outras as prioridades, faculdade, casamento, filhos, trabalho, rotinas do dia a dia mas, vez em quando, sonhava estar voando.

Em 2007, acompanho pela imprensa a proposta de um grupo de vereadores de transformar o Aeroclube em área residencial e resolvo escrever um artigo em defesa do Aeroclube na Tribuna do Leitor do Jornal da Cidade. Penso que foi este o momento da retomada do sonho, pois a publicação do artigo me aproximou de algumas pessoas ligadas ao Aeroclube, como o Lara, a Luciana e a Aneta.

Volto a frequentar o Aeroclube, apreciar o por do sol visto de lá e prestar atenção, de novo, no céu repleto de planadores. E a vontade de voar só aumenta!

Alguns contratempos ainda adiaram meus planos por um tempo mas, no final de 2008 decidi que não entraria 2009 sem o registro de meu voo no curriculum.

E foi assim que, em dezembro, numa tarde quente de sábado, voei pela primeira vez de planador!

Ainda em terra, recebi as orientações básicas do instrutor Carlos Montanholi, responsável pelo voo e lá fomos nós! Sensação maravilhosa, do início ao fim! A subida com a ajuda do rebocador, o desengate, o som do vento, a visão do horizonte e da cidade, as curvas… e, como gosto de fotografia, muitos clicks para registrar o grande dia!

Sonho pra lá de realizado e um novo desejo em mente: repetir a dose, em breve!

Autor: Denise Berriel Joaquim Taveira

Fotos