A Escola

Um dos pioneiros na aviação brasileira, o Aeroclube de Bauru surgiu em 1939 com a finalidade de formar pilotos, construir planadores, dar manutenção as aeronaves e estimular as competições desportivas. Assim, desde os seus primeiros movimentos de funcionamento, o aeroclube já iniciava sua vocação de ensino aeronáutico, formando sua primeira turma de pilotos de planador no ano de 1940.

Bauru orgulha seus habitantes por ser reconhecida como uma das cidades mais tradicionais do Brasil na formação de pilotos de avião e planador, exportando centenas de aviadores, comissários de voo, pilotos de Voo a Vela e mecânicos de avião para os quatro cantos da terra.

Desde 1939, o Aeroclube de Bauru é uma das mais tradicionais Escolas de Aviação do Brasil, recebendo alunos e aspirantes a “tirar o brevet” de todos os estados do país.

Com um corpo docente experiente e extremamente qualificado, a Escola de Aviação do aeroclube coleciona excelentes marcas de aprovação, obtidas por seus alunos, nos exames (bancas) da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil.

Com três turmas por ano, a Escola de Aviação oferece os seguintes cursos, todos homologados pela ANAC:

Para dar vazão ao sonho de pilotar aviões, prestar manutenção mecânica às aeronaves, ou mesmo de fazer parte de uma tripulação aérea, como Comissário de Voo, basta ter a idade mínima de 18 anos, completar o 2º grau e ingressar como aluno no Aeroclube de Bauru.

Celebridades como o Cel. Ozires Silva – fundador da EMBRAER, ex-presidente da PETROBRAS, ex-ministro da Infra-estrutura e atualmente presidente da VARIG e o Maj. Marcos Pontes, o primeiro brasileiro a participar de uma missão espacial da NASA, descobriram sua vocação no Aeroclube de Bauru, onde deram seus primeiros passos na aviação.